Planos, Programas e Projetos

PLANOS

Os planos são as diretrizes mais amplas, onde podemos encontrar os princípios e finalidades para a ação, deve trazer como orientação fundamental: a ideologia que embasará os programas e os projetos. Portanto, os planos estão na base da hierarquia, os outros dois (programas e projetos) deverão ser elaborados segundo suas premissas. Eles respondem aos possíveis porquês que serão levantados.

PDST-PIRTUC: 
PDRS: 
PLANOS DIRETORES MUNICIPAIS: 
PLANO DIRETOR REGIONAL:

PLANO DE AÇÃO 2018


PROGRAMAS

Já os programas estão numa segunda instância, eles são definidos para traçar o perfil do sujeito que se envolverá com o trabalho, comportamento, postura administrativa, diagnosticar a situação, elaborar as ações e medidas que deverão ser tomadas. Os programas afunilam os planos, eles se referem às áreas restritas de atuação. Aqui podemos identificar o quê será o objeto da ação.

PROGRAMA DE FOMENTO DA POLÍTICA PÚBLICA DE MOBILIDADE URBANA (PROMUB)

Considerando o INTERESSE PÚBLICO, lançamos o Programa de Fomento da Política Pública de Mobilidade Urbana (PROMUB) que será executado com a Parceria da Pessoa Jurídica TX MOBILIDADE URBANA, CNPJ: 28.880.180/0001-62, que detém o controle do aplicativo denominado MOBI-ON e respondeu ao EDITAL 1/2018, publicado em 10/04/2018 / Edição: 68 / Seção: 3 / Página 121, no DIARIO OFICIAL DA ÚNIÃO, que visava à seleção de Pessoa Jurídica proprietária de tecnologias voltadas à mobilidade de pessoas, por qualquer meio de transporte e, que se disponha a fazer investimento social privado em programa de interesse público pro mobilidade urbana, objetivando a celebração de parceria voluntária a ser firmada com a ADR GRANDE LAGO, em conformidade com o referido Edital, e foi selecionada.

Sobre o Programa - As questões de mobilidade urbana, em sua natureza complexa, interferem diretamente no cotidiano, quer seja do cidadão, quer seja da população como um todo. Nos assentamentos urbanos sejam eles de pequena ou grande escala, nas capitais, ou mesmo, nas cidades mais distantes dos grandes centros a necessidade de deslocamento do cidadão, e por consequência, de cumprir uma rota de origem destino constitui uma necessidade diária e contínua.

Com o crescimento desordenado de nossos assentamentos urbanos e das enormes dificuldades financeiras para estruturar o poder público municipal, com vistas ao exercício do controle e ordenamento das atividades de transporte e trânsito, nesse cenário deficitário ocorreram as condições propícias para a atividade irregular do transporte de passageiros.

Entretanto, a condição desfavorável do poder público para o enfrentamento desta situação, pode ser superada, na medida em que os mesmos mecanismos tecnológicos utilizados pelos motoristas irregulares de transporte de passageiros podem ser utilizados a serviço do poder público municipal, que nada mais é que a promoção da “paridade das armas”.

Na medida em que auxiliam na modernização da gestão pública municipal do transporte privado individual remunerado, em busca sobretudo, do fortalecimento da capacidade arrecadatória dos municípios para, dentre outras ações, ampliar os serviços de fiscalização das atividades voltadas a concessão pública do serviço de transporte de passageiros.

Isto posto, resta-nos somente reconhecer a condição evidente de que o fomento da política municipal de transporte na mobilidade urbana constitui-se em tema de interesse público, na medida em que nossa sociedade é diretamente impactada em sua capacidade de produção de riquezas e bem estar social, na direta medida em que essas questões são devidamente equacionadas pelo poder público municipal, de mãos dadas com os diferentes atores que compõem esse arranjo produtivo em nossa sociedade.

LINK

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

A Instituição ou Empresa que não tenha um programa de Responsabilidade Social, mas queira aderir a um programa coletivo, será bem vinda e ganhará divulgação e vantagens de Parceiro.


PROGRAMA ESCOLA DE GOVERNO

O PEGGL - Programa Escola de Governo Grande Lago, pretende apoiar as organizações da Região para que as oportunidades de investimentos sejam aproveitadas satisfatoriamente. As perspectivas de investimentos futuros nos obrigam a ampliar a capacidade de gestão de nossos Governos Municipais e de nossas organizações não governamentais.

Essa iniciativa corresponde a oferecer aos municípios cursos, seminários e oficinas voltadas a formação, capacitação e qualificação de gestores e colaboradores que pertençam aos quadros das prefeituras e das organizações não governamentais.

Para isso, a definição de políticas públicas de alcance regional, voltadas ao enfrentamento dos problemas sociais surge como uma das alternativas para a melhoria da qualidade de vida das pessoas da região.


Questões como saúde, educação, segurança, emprego, produção agrofamiliar, violência contra crianças e adolescentes são exemplos de políticas que devem atender as necessidades, não de um município isolado, más dos municípios que pertencem as regiões. Sem essa visão teremos sempre ações pontuais e de resultados isolados

Portanto, o PROGRAMA ESCOLA DE GOVERNO GRANDE LAGO pretende ajudar os municípios na formulação e aplicação de políticas que unam municípios com os mesmos problemas e, a partir da qualificação de seus gestores e colaboradores construir projetos voltados a união de esforços entre as prefeituras, sindicatos, associações, clubes sociais, cooperativas, empresas públicas e privadas da região.

PROGRAMA DE MICROCRÉDITO

Com base no Estatuto Social, Artigo 7º, item II, que estabelece como um dos objetivos para a consecução da finalidade da ADR GRANDE LAGO, Experimentação, não-lucrativa, de novos modelos sócio-produtivos e de sistemas alternativos de produção, comércio, emprego e crédito. O Conselho de Administração no uso de suas atribuições, resolveu criar  este Programa  de Microcrédito e o Fundo Monetário Rotativo Regional - FMR, conforme RESOLUÇÃO 002/11.

Dando inicio a atividade de fomento, em 20/07/2011 iniciamos cadastramento da ADR GRANDE LAGO junto ao Ministério do Trabalho e Emprego - MTE, para ser uma Instituição Operadora do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado - PNMPO.

"O microcrédito pode não ser uma solução, mas é uma força de mudança, não só econômica e pessoal, mas tambem social e política" 

PROJETOS

Em si tratando de projetos, estes sim, referem-se ao como serão executadas as atividades relativas aos programas e planos. Ele trata especificamente de quem, como, quando, onde os sujeitos envolvidos vão atuar. Eles definem e orientam aqueles que vão botar a mão na massa, arregaçar as mangas, dar o suor.

Inserir Projetos.